Programas e Projetos de Extensão - FHO | Fundação Hermínio Ometto
Programas e Projetos de Extensão
  • Apresentação
  • Acessibilidade
  • Cultura
  • Educação
  • Esporte
  • Meio Ambiente
  • Saúde
  • Trabalho

A Coordenadoria de Comunidade e Extensão (CCE) da FHO, é a unidade responsável em articular o Ensino e a Pesquisa de forma indissociável, a fim de tornar possível trocas educativas, culturais e científicas com a sociedade. O setor é responsável pela gestão das atividades de extensão realizadas pela FHO, visando o desenvolvimento social, o saber e fazer da comunidade e garantir valores democráticos de igualdade de direitos, respeito à pessoa e sustentabilidade ambiental e social. Os programas e projetos de extensão desenvolvidos na FHO são coordenados por docentes que assessoram ao curso e a CCE na proposição e na gestão dos projetos de extensão e projetos artístico-culturais.

Além dos programas e projetos de extensão, atividades realizadas com a sociedade, a FHO/Uniararas por meio da CCE oferece para a sociedade cursos de formação, capacitação e qualificação para o público, bem como prestação de serviços, promovendo desta maneira a interação da IES e a Sociedade.

"A extensão Universitária, sob o princípio constitucional da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, é um processo interdisciplinar, educativo, cultural, científico e político que promove a interação transformadora entre a Universidade e outros setores da sociedade"
Plano Nacional de Educação PNE 2014-2024: Linha de Base/Brasília, 2015

Programa Conviver

Projeto Educação Física Adaptada

Coordenação: Prof. Me. Alessandro Tosim

Este projeto de extensão iniciou em 2006, visa proporcionar a acessibilidade de pessoas com deficiência na modalidade natação. O projeto tem como objetivo proporcionar a prática de atividades motoras e esportivas para pessoas com deficiência física, visual, intelectual, auditiva e múltiplas, promovendo melhoria na qualidade de vida, socialização, aprendizagem da modalidade esportiva e independência no meio liquido. Atualmente o projeto conta com 30 participantes da cidade de Araras.

O projeto ocorre semanalmente às sextas-feiras das 13:00hs às 15:00 hs. Conta com a participação de alunos do curso de Educação Física.

Festival de Atletismo Adaptado

Coordenação: Prof. Me. Alessandro Tosim

Este evento anual, ocorre no mês de junho, sendo organizado pelos alunos do 7º período (matutino e noturno) do curso de Educação Física, e este ano está em sua 15ª edição. Com a supervisão do prof. Responsável pelo projeto educação física adaptada, prof. Alessandro Tosim  é realizado uma competição de atletismo, onde alunos das diversas instituições (APAE de Araras e região) participam do evento, sendo que ao término ocorre a premiação dos participantes.

Núcleo de Especialidades em Fisioterapia na Reabilitação de Amputados e Pé Diabético

Coordenação: Prof. Me. Marcelo Basqueira
Profa. Ma. Paula Lumy da Silva

Por meio da Clínica de Fisioterapia da FHO/Uniararas, este projeto visa a atuação do fisioterapeuta na área de reabilitação de amputados e pé diabético atuando em todos os níveis de atenção à saúde, com ações de prevenção, proteção, educação, intervenção, recuperação e reabilitação do paciente. Esta área é responsável pela avaliação, diagnóstico fisioterapêutico e tratamento das diversas afecções decorrentes do diabetes e dos mais variados níveis de amputação. Os encaminhamentos são realizados pela Secretaria de Saúde do Município e os atendimentos ocorrem na Clínica de Fisioterapia.

Clínica Integrada de Pacientes com Necessidades Especiais

Coordenação: Profa. Dra. Sofia Takeda Uemura

Profa. Ma. Sofia Poletti

Este projeto desenvolvido na Clínica Integrada de Pacientes com Necessidades Especiais (PNE) visa atendimento especializado aos pacientes nos tratamentos odontológicos e fisioterapêuticos, identificando as necessidades biomecânicas funcionais individuais como seu posicionamento na cadeira odontológica através de dispositivos estabilizadores ( já existentes no mercado), bem como a elaboração e confecção de novos dispositivos individualizados, segundo a necessidade dos pacientes atendidos, além da adaptação em escova dental para higiene bucal. O desenvolvimento de dispositivos estabilizadores proporciona maior segurança ao paciente e ao dentista, assim como as adaptações individualizadas em escova dental proporciona melhor funcionalidade e gerenciamento da saúde bucal para o paciente e o cuidador.

Estes atendimentos na Clínica Integrada de PNE, ocorrem às quintas-feiras período integral.

Programa Artvida

Coordenação: Profa. Dra. Aneridis Monteiro
Profa. Dra. Claudia Cristina Fiorio Guilherme
Profa. Ma. Cristina da Cruz Franchini

O Programa Artvida é composto por projetos e ações de extensão na área cultural e artística. Este programa busca evidenciar a importância da arte e do conhecimento da diversidade cultural, promover a socialização acadêmica, melhorar os canais de comunicação com a comunidade externa bem como sensibilizar a convivência ética, colaborando para a formação global do ser humano. Tem como objetivo: promover ações à cultura e à expressão artística em suas mais diversas formas; fomentar a participação da comunidade acadêmica com atuação nas diversas áreas de criação e expressão artística; trabalhar a arte e a cultura como grandes propulsoras do desenvolvimento social; disponibilizar espaços na IES para manifestação cultural e artística com estrutura para exposições, oficinas, palestras, dança, artesanato e eventos.

O projeto tem periodicidade anual e conta com a participação de 06 alunos dos cursos de Biologia, Psicologia, Pedagogia e Biomedicina.

Evento Sankofa

Coordenação: Profa. Dra. Aneridis Monteiro

A despeito do Brasil ser uma sociedade multiétnica e multicultural, não é raro vivenciarmos e/ou tomarmos conhecimento de práticas racistas. No tocante à educação, importantes ações têm sido tomadas para que o espaço educacional, sobretudo escolar, não seja mais um espaço a propagar o racismo em suas diversas manifestações. Preocupados com a reflexão e a promoção de ações que contribuam para a construção de uma educação antirracista a FHO/Uniararas, por meio do Curso de Pedagogia, promove desde 2016, o Simpósio Sankofa, evento que anualmente vem sendo realizado com a participação da comunidade interna e externa. O objetivo deste evento é relembrar a história de resistência da população afro-brasileira, bem como refletir sobre o presente, a partir da Educação e em diálogo com outras áreas do conhecimento. A escolha do nome Sankofa guarda em si importante significado: o termo Sankofa, bem como o ideograma que carrega seu significado: são oriundos do povo Akan- grupo étnico da região da África Ocidental e que teve o ápice de sua cultura entre os séculos XV e XIX. Essa palavra de origem africana representa a busca em seguir adiante, aprendendo sempre com o passado e sem ter medo de corrigir nossos erros.

O Evento Sankofa ocorre anualmente no mês de novembro e promove exposição artística (Fotos e Cordéis); apresentação de filmes ( Cine-debate), mesa-redonda, oficinas de dança africana/afro/brasileira, etc.

Projeto "Lambedores de Cultura"

Coordenação: Profa. Dra. Simone Aparecida Ramalho

O Projeto de Extensão Lambedores de Cultura iniciou em 2011 com oficinas aplicadas na cidade de Santa Gertrudes, sendo que logo após expandiu suas ações para os municípios de Rio Claro e Araras. O campo na cidade de Araras/SP se constituiu a partir de desdobramentos oriundos da pesquisa de Iniciação Científica intitulada "Memórias negras no município de Araras: resistência e questões étnico-raciais na constituição da subjetividade ararense", realizada no ano de 2016 e orientada pela Profa. Dra. Simone A. Ramalho e Prof. Ms. João Paulo Pitoli.. Este projeto é orientado por duas apostas fundamentais nos processos de produção de saúde em uma perspectiva ampliada: a ativação e o fortalecimento de redes de convivência heterogênea e solidária nas cidades e a busca de recursos culturais e artísticos já disponíveis nesses mesmos territórios, como mediadores / promotores de encontros e de laços sociais que podem ser atados pela celebração da vida, atuando assim na perspectiva dos Centros de Convivência e Cooperativa, em municípios em que as redes de saúde não contam com tais equipamentos e procurando contribuir estrategicamente para o fomento de experiências de vida em comum particularmente para segmentos populacionais frequentemente apartados das redes de convívio nas cidades brasileiras na atualidade, , devido a diversos marcadores sociais da diferença, que acabam por se transpor em marcadores sociais da exclusão, tais como usuários de serviços de saúde mental, egressos de longas internações em hospitais psiquiátricos, pessoas com deficiência, idosos, jovens, crianças, mulheres, pessoas em situação de vulnerabilidade social, pessoas em situação de rua, migrantes, população negra e afrodescendente.

O projeto tem periodicidade semanal ocorrendo às segundas-feiras no período da tarde das 15:00 às 17:00, conta atualmente com 10 alunos do Curso de Psicologia.

Projeto Rondon Nacional

Coordenação: Prof. Me. Valdenilson Jose Zorel
Profa. Ma. Cristina da Cruz Franchini

O Projeto Rondon é uma iniciativa do governo brasileiro, coordenado pelo Ministério da Defesa, em colaboração com a Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação.

É um projeto de integração social, que envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população. Sendo desenvolvido em regiões onde possui os maiores índices de pobreza e exclusão social, bem como regiões que necessitem de maior aporte de bens e serviços.

O projeto envolve atividades voluntárias de universitários visando aproximá-los da realidade do país, além de contribuir para o desenvolvimento de comunidades carentes, contribuindo para a formação do universitário como cidadão, integrando-o no processo de desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do País.

Visa desenvolver a capacitação de organizações da sociedade civil na defesa dos direitos de cidadania e o desenvolvimento local e sustentável, bem como a capacitação de multiplicadores locais para atuarem em ações nas seguintes áreas temáticas: Cultura; Direitos Humanos e Justiça; Educação; Saúde; Comunicação; Tecnologia e Produção; Meio Ambiente e Trabalho.

A cidade participante do Projeto Rondon recebe sempre 02 IES, composta por 02 professores e 08 alunos de cada, sendo necessário fornecer alimentação e hospedagem, os alunos desenvolvem palestras, oficinas e minicursos gratuitos para população, sendo todos certificados pela IES.

Desde 2006 a FHO/UNIARARAS, veem enviando, semestralmente; alunos e professores de diversos cursos para trocarem suas experiências em pequenos municípios, em vários Estados brasileiros para levar informação de qualidade a comunidades carentes.

Projeto Rondon Regional

Coordenação: Prof. Me. Valdenilson Jose Zorel
Profa. Ma. Cristina da Cruz Franchini

"Integrar para não entregar." Tendo a frase como lema, o Projeto Rondon leva estudantes universitários para municípios com baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). O projeto tem a finalidade de promover o acesso à informação, prevenção e promoção à saúde, educação, cultura, meio ambiente e às noções de cidadania para o desenvolvimento social da população. As ações visam também aproximar os estudantes universitários, possibilitando o contato com as comunidades carentes dos diversos bairros. Atualmente, além do Projeto Rondon, de âmbito nacional e vinculação ao Ministério da Defesa, há associações regionais em vários estados como o Projeto Rondon SP vinculado ao Instituto do Projeto Rondon do Estado de São Paulo, sendo que desde 2016 a FHO/Uniararas passou a participar ativamente.

Projeto Usina do Saber

Coordenação: Profa. Eliane Buzon

Este projeto iniciou em 2005 em parceria da FHO/Uniararas com a Escola Estadual José Ometto e a empresa Usina São João. Além da educação formal e das oficinas ligadas à Escola de Tempo Integral, oferecidas pelo Governo do Estado de São Paulo na Escola José Ometto, o projeto Usina do Saber proporciona atividades complementares esportivas e culturais. Também promove orientação e atendimento na área de saúde, alimentação e acompanhamento físico e psicológico, garantindo às crianças e adolescentes uma formação integral.

A finalidade deste projeto é proporcionar, no âmbito educacional, outras oportunidades para o aluno da rede pública ampliar o seu potencial, suas habilidades mais amplas e também competências para, dentro de um processo de ensino-aprendizagem, encaminhar-se como futuro cidadão com maior responsabilidade e chance de atuar na comunidade e sociedade. O foco, sempre presente, é criar novas perspectivas para que o aluno tenha um projeto de vida e repertório de escolhas como indivíduo na comunidade, na família e na sociedade, como profissional e cidadão. Por meio deste projeto são realizadas atividades voltadas para a área da educação e saúde à alunos de 1º ao 9º ano do ensino fundamental, tendo em média a participação de 300 alunos.

Este projeto é anual, sendo que ocorre as terças feiras das 13:00 às 16:00 hs na Escola Estadual José Ometto e conta com a participação dos alunos dos Cursos de Odontologia, Enfermagem, Pedagogia e Negócios.

Projeto UNIMID

Coordenação: Dra. Claudia Cristina Fiorio Guilherme

O Projeto UNIMID ¿ Universidade da Melhor Idade foi criada em 23 de outubro de 2003. O modelo da universidade aberta à terceira idade foi criado pelo psicopedagogo Pierre Vellas, na Universidade de Toulouse (França), nos anos 70. São cursos de atualização cultural que duram de dois a três anos, em que são ministradas atividades que envolvem atualidades nas diversas áreas destacando-se aulas de espanhol e aulas de musicalidade. Tem como objetivo promover o re-encontro com o conhecimento histórico, cientifico, artístico e cultural das pessoas acima de 45 anos.

O projeto ocorre as segundas e quartas-feiras das 14:00 às 17:00 hs onde são realizadas aulas de espanhol e oficinas de musicalização.

Projeto LTE "LIGA nas Escolas"

Coordenação: Prof. Me. Antonio Peripatto
Profa. Ma. Cristina da Cruz Franchini

O projeto iniciou em 2015 como Grupo de Estudo e Formação em Emergências ¿ GEFE com o Curso de Enfermagem e a partir de 2016 passou a ser chamado de LTE- Liga de Traumatologia e Emergência, um projeto multidisciplinar e integrativo, incluindo nas diversas atividades: atendimentos, orientações e capacitações realizadas pelos alunos dos cursos de enfermagem, biomedicina, biologia, fisioterapia e farmácia.

Diante de números alarmantes de ocorrências de acidentes com morte no Brasil, que abrangem as idades de 0 a 14 anos, foi iniciado o Projeto Liga nas Escolas com início em 2017, contando com os discentes da LTE, formando uma parceria entre a FHO/Uniararas e a Prefeitura Municipal de Araras ¿ Secretaria de Educação e Secretaria de Saúde. Além dessa parceria, pode-se contar também com a ONG Criança Segura Brasil, que forneceu para mais de 800 professores da rede municipal de ensino uma capacitação gratuita e on-line sobre prevenção de lesões em crianças. Este projeto denominado como "Liga nas Escolas" de educação em saúde envolve atendimento, conscientização e sensibilização em primeiros socorros. Tem como objetivo levar o conhecimento de prevenção de lesões e primeiros socorros aos professores, alunos e diretores das escolas públicas e privadas de Araras e região.

As solicitações das escolas são encaminhadas ao setor de marketing da FHO/Uniararas que realiza o agendamento junto à equipe do projeto. Até o final de 2017 foram capacitados mais de 1000 professores e funcionários das escolas de Araras e região.

Projeto Rondon Nacional

Coordenação: Prof. Me. Valdenilson Jose Zorel
Profa. Ma. Cristina da Cruz Franchini

O Projeto Rondon é uma iniciativa do governo brasileiro, coordenado pelo Ministério da Defesa, em colaboração com a Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação.

É um projeto de integração social, que envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população. Sendo desenvolvido em regiões onde possui os maiores índices de pobreza e exclusão social, bem como regiões que necessitem de maior aporte de bens e serviços.

O projeto envolve atividades voluntárias de universitários visando aproximá-los da realidade do país, além de contribuir para o desenvolvimento de comunidades carentes, contribuindo para a formação do universitário como cidadão, integrando-o no processo de desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do País.

Visa desenvolver a capacitação de organizações da sociedade civil na defesa dos direitos de cidadania e o desenvolvimento local e sustentável, bem como a capacitação de multiplicadores locais para atuarem em ações nas seguintes áreas temáticas: Cultura; Direitos Humanos e Justiça; Educação; Saúde; Comunicação; Tecnologia e Produção; Meio Ambiente e Trabalho.

A cidade participante do Projeto Rondon recebe sempre 02 IES, composta por 02 professores e 08 alunos de cada, sendo necessário fornecer alimentação e hospedagem, os alunos desenvolvem palestras, oficinas e minicursos gratuitos para população, sendo todos certificados pela IES.

Desde 2006 a FHO/UNIARARAS, veem enviando, semestralmente; alunos e professores de diversos cursos para trocarem suas experiências em pequenos municípios, em vários Estados brasileiros para levar informação de qualidade a comunidades carentes.

Projeto Rondon Regional

Coordenação: Prof. Me. Valdenilson Jose Zorel
Profa. Ma. Cristina da Cruz Franchini

"Integrar para não entregar." Tendo a frase como lema, o Projeto Rondon leva estudantes universitários para municípios com baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). O projeto tem a finalidade de promover o acesso à informação, prevenção e promoção à saúde, educação, cultura, meio ambiente e às noções de cidadania para o desenvolvimento social da população. As ações visam também aproximar os estudantes universitários, possibilitando o contato com as comunidades carentes dos diversos bairros. As ações visam também aproximar os estudantes universitários, possibilitando o contato com as comunidades carentes dos diversos bairros. Atualmente, além do Projeto Rondon, de âmbito nacional e vinculação ao Ministério da Defesa, há associações regionais em vários estados como o Projeto Rondon SP vinculado ao Instituto do Projeto Rondon do Estado de São Paulo, sendo que desde 2016 a FHO/Uniararas passou a participar ativamente.

MEGACAMPEONATO

Coordenação: Prof. Dr. Paulo Henrique Canciglieri

O Mega Campeonato é um evento institucional envolvendo os alunos dos períodos matutino e noturno do Centro Universitário da Fundação Hermínio Ometto - FHO. Organizado pelos alunos do 5° período de Licenciatura e Bacharelado do curso de Educação Física, tem o intuito de promover a prática de exercício físico de forma prazerosa e socializada entre todos os alunos da instituição.

O evento acontece tradicionalmente desde o ano de 2002, na 3ª semana do mês de maio, durante o período de aula, ou seja, das 8h00 às 11h30, período matutino e das 19h00 às 22h30, período noturno.

Escolinhas de Basquete FHO-Uniararas

Coordenação: Educador Físico e Técnico do time de Basquetebol da FHO João Bosco Guimarães Della Colleta

O esporte integrado à educação física deve ser pedagogicamente orientado e dirigido. O esporte jogo tornou-se uma necessidade de contato com outros seres humanos e prova de capacidade individual e momentos de satisfação. Crianças são o princípio de orientação para a vida, tanto vocacional como caráter pedagógico. Este projeto idealizado em 2010, iniciou primeiramente na Zona Leste nas quadras de utilidade pública de forma informal, sendo realizado desde esta época pelos alunos/jogadores de Basquete da Equipe Uniararas. Como os resultados foram satisfatórios e a procura pelo projeto se intensificou, a partir de 2011 duas escolas tornaram-se parceiras: a EMEF Adalgisa Perim Balestro Franzini (Parque Tiradentes) e o Colégio Monsenhor Quércia- Canossianas. Este projeto tem como objetivo Incentivar a prática esportiva; desenvolver aptidão física e técnica e desenvolver senso de responsabilidade e disciplina nos alunos participantes.

Projeto Atividades Vivenciais Lúdicas na Aprendizagem de Zoologia e Meio Ambiente

Coordenação: Prof. Dr. Giuliano Grici Zacarin

Sendo forte aliadas dos professores, as ações que exploram ambientes externos despertam a criatividade, além de estimularem a busca pelo conhecimento. A implementação de atividades educativas extraclasse auxiliam na consolidação deste conhecimento. Este projeto tem como objetivo proporcionar a biologia que estimule os alunos de forma vivencial e lúdica, tornando-os sujeitos ativos nesse processo. Este projeto visa desenvolver oficinas e aulas dialogadas e interativas para alunos desde o ensino fundamental I, passando pelo fundamental II e Ensino Médio para escolas públicas, municipais e particulares de Araras e região. Criado em 2013, o projeto contemplou aproximadamente 11.500 alunos de todas as séries.

O projeto tem periodicidade anual ocorrendo às quintas e sextas feiras no período da tarde das 13:00 às 17:00 hs com agendamento prévio e é totalmente gratuito. Conta atualmente com a participação de 6 alunos do Curso de Biologia.

Para a divulgação do projeto utilizamos folders que são enviados às escolas pelo departamento de Marketing, bem como, por meio de mala direta e pela página oficial da FHO/Uniararas do Facebook.

Café Ecológico

Coordenação: Prof. Dr. José Antonio Mendes
Prof. Dr. Olavo Raymundo
Profa. Ma. Cristina da Cruz Franchini

O Café Ecológico, realizado anualmente, visa o plantio de mudas e faz parte das ações desenvolvidas pela Instituição desde 1999, visando à conservação e recuperação da mata ciliar do Córrego Andrezinho, na área pertencente à Instituição. Todos os anos este evento promove a mobilização e integração de forma voluntária da comunidade interna e externa em atividades de conscientização e preservação ambiental, sendo que em media contamos com a participação de 700 pessoas a cada plantio.

A cada evento são plantados 400 mudas de espécies nativas na margem do Córrego Andrezinho., sendo que todas as etapas do processo ficam sob a responsabilidade da coordenação do projeto e os voluntários participantes.

O evento ocorre aos sábados das 9:00 às 12:00 finalizando com atividades de integração como danças, zumba, aeróbica e um café comunitário. Participam da organização das atividades alunos nos cursos de Biologia e Educação Física.

Projeto Revitalização do Jardim Medicinal

Responsável: Prof. Me.Aloisio Calsoni Bozzini Profa. Ma. Fernanda Flores Navarro
Prof. Dr. Ismar Rodrigues

O projeto de revitalização do Jardim medicinal foi reiniciado em 2015 e a partir do ano de 2017 a interação entre os cursos envolvidos da Biologia e Farmácia permitiram que os alunos participantes do projeto realizem a manutenção deste espaço promovendo um ambiente de conhecimento prático e teórico às crianças e jovens durante as visitações que ocorrem na IES, além de promover a capacitação dos alunos em oficinas para a correta utilização das plantas, para que os mesmos possam ser multiplicadores dos saberes.

Projeto Rondon Nacional

Coordenação: Prof. Me. Valdenilson Jose Zorel
Profa.Ma. Cristina da Cruz Franchini

O Projeto Rondon é uma iniciativa do governo brasileiro, coordenado pelo Ministério da Defesa, em colaboração com a Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação.

É um projeto de integração social, que envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população. Sendo desenvolvido em regiões onde possui os maiores índices de pobreza e exclusão social, bem como regiões que necessitem de maior aporte de bens e serviços.

O projeto envolve atividades voluntárias de universitários visando aproximá-los da realidade do país, além de contribuir para o desenvolvimento de comunidades carentes, contribuindo para a formação do universitário como cidadão, integrando-o no processo de desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do País.

Visa desenvolver a capacitação de organizações da sociedade civil na defesa dos direitos de cidadania e o desenvolvimento local e sustentável, bem como a capacitação de multiplicadores locais para atuarem em ações nas seguintes áreas temáticas: Cultura; Direitos Humanos e Justiça; Educação; Saúde; Comunicação; Tecnologia e Produção; Meio Ambiente e Trabalho.

A cidade participante do Projeto Rondon recebe sempre 02 IES, composta por 02 professores e 08 alunos de cada, sendo necessário fornecer alimentação e hospedagem, os alunos desenvolvem palestras, oficinas e minicursos gratuitos para população, sendo todos certificados pela IES.

Desde 2006 a FHO/UNIARARAS, veem enviando, semestralmente; alunos e professores de diversos cursos para trocarem suas experiências em pequenos municípios, em vários Estados brasileiros para levar informação de qualidade a comunidades carentes.

Projeto Rondon Regional

Coordenação: Prof. Me. Valdenilson Jose Zorel
Profa. Ma. Cristina da Cruz Franchini

"Integrar para não entregar." Tendo a frase como lema, o Projeto Rondon leva estudantes universitários para municípios com baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). O projeto tem a finalidade de promover o acesso à informação, prevenção e promoção à saúde, educação, cultura, meio ambiente e às noções de cidadania para o desenvolvimento social da população. As ações visam também aproximar os estudantes universitários, possibilitando o contato com as comunidades carentes dos diversos bairros. As ações visam também aproximar os estudantes universitários, possibilitando o contato com as comunidades carentes dos diversos bairros. Atualmente, além do Projeto Rondon, de âmbito nacional e vinculação ao Ministério da Defesa, há associações regionais em vários estados como o Projeto Rondon SP vinculado ao Instituto do Projeto Rondon do Estado de São Paulo, sendo que desde 2016 a FHO/Uniararas passou a participar ativamente.

Projeto Liga de Traumatologia e Emergência "LTE"

Coordenação: Prof. Me. Antonio Peripatto

O projeto iniciou em 2015 como Grupo de Estudo e Formação em Emergências ¿ GEFE com o Curso de Enfermagem e a partir de 2016 passou a ser chamado de LIGA- Liga de Traumatologia e Emergência, um projeto multidisciplinar e integrativo, incluindo nas diversas atividades além do curso de enfermagem os cursos de biomedicina, biologia, fisioterapia e farmácia. Este projeto de educação em saúde envolve atendimentos, conscientização e sensibilização em primeiros socorros, realizando capacitações, treinamentos e seminários, envolvendo a comunidade acadêmica e externa.

O projeto ocorre as quartas-feiras das 14:00 às 16:30 hs e conta com alunos dos cursos de enfermagem, fisioterapia, biomedicina, biologia e farmácia.

Projeto Rondon Nacional

Coordenação: Prof. Me. Valdenilson Jose Zorel
Profa. Ma. Cristina da Cruz Franchini

O Projeto Rondon é uma iniciativa do governo brasileiro, coordenado pelo Ministério da Defesa, em colaboração com a Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação.

É um projeto de integração social, que envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população. Sendo desenvolvido em regiões onde possui os maiores índices de pobreza e exclusão social, bem como regiões que necessitem de maior aporte de bens e serviços.

O projeto envolve atividades voluntárias de universitários visando aproximá-los da realidade do país, além de contribuir para o desenvolvimento de comunidades carentes, contribuindo para a formação do universitário como cidadão, integrando-o no processo de desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do País.

Visa desenvolver a capacitação de organizações da sociedade civil na defesa dos direitos de cidadania e o desenvolvimento local e sustentável, bem como a capacitação de multiplicadores locais para atuarem em ações nas seguintes áreas temáticas: Cultura; Direitos Humanos e Justiça; Educação; Saúde; Comunicação; Tecnologia e Produção; Meio Ambiente e Trabalho.

A cidade participante do Projeto Rondon recebe sempre 02 IES, composta por 02 professores e 08 alunos de cada, sendo necessário fornecer alimentação e hospedagem, os alunos desenvolvem palestras, oficinas e minicursos gratuitos para população, sendo todos certificados pela IES.

Desde 2006 a FHO/UNIARARAS, veem enviando, semestralmente; alunos e professores de diversos cursos para trocarem suas experiências em pequenos municípios, em vários Estados brasileiros para levar informação de qualidade a comunidades carentes.

Projeto Rondon Regional

Coordenação: Prof. Me. Valdenilson Jose Zorel
Profa. Ma. Cristina da Cruz Franchini

"Integrar para não entregar." Tendo a frase como lema, o Projeto Rondon leva estudantes universitários para municípios com baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). O projeto tem a finalidade de promover o acesso à informação, prevenção e promoção à saúde, educação, cultura, meio ambiente e às noções de cidadania para o desenvolvimento social da população. As ações visam também aproximar os estudantes universitários, possibilitando o contato com as comunidades carentes dos diversos bairros. As ações visam também aproximar os estudantes universitários, possibilitando o contato com as comunidades carentes dos diversos bairros. Atualmente, além do Projeto Rondon, de âmbito nacional e vinculação ao Ministério da Defesa, há associações regionais em vários estados como o Projeto Rondon SP vinculado ao Instituto do Projeto Rondon do Estado de São Paulo, sendo que desde 2016 a FHO/Uniararas passou a participar ativamente.

Projeto Psicologia na Saúde: Atendimento Psicológico junto à Clínica-Escola de Fisioterapia

Coordenação: Profa. Dra. Adriana Said Daher Baptista.

O projeto iniciou a atividade junto a Clínica-Escola de Fisioterapia em 2002 com a proposta de atendimentos interdisciplinares, para tanto foram realizadas reuniões e a implantação do serviço de psicologia junto a essa clínica. O projeto evoluiu ao longo dos anos e conta com uma dimensão multiprofissional ¿ psicologia, fisioterapia e enfermagem, e com apoio de outros cursos: odontologia, educação física, farmácia. O trabalho da psicologia consta de triagem psicológica, acompanhamento psicológico individual e grupal a pacientes, familiares e equipe de saúde.

Projeto Educação Financeira

Coordenação: Prof. Me. Nelson Oliveira Stefanelli
Prof. Ma. Juliana Sampaio Mori
Prof. Me.Eduardo de Brito

O Projeto Educação Financeira iniciou em 2015 atuando em escolas estaduais e municipais e em conjunto com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Geração de Empregos e Renda atendendo a comunidade da Zona Leste de Araras participante ativa das oficinas oferecidas. Atualmente o projeto atua na Escola Estadual José Ometto em conjunto com o Projeto Usina do Saber. Este projeto tem como objetivo melhorar a qualidade de ensino e a vida das crianças e adolescentes da comunidade de Araras por meio de atividades complementares. O projeto ocorre as terças-feiras das 13:30 às 16:00hs na Escola Estadual de Ensino Fundamental "José Ometto".

Projeto Rondon Nacional

Coordenação: Prof. Me. Valdenilson Jose Zorel
Profa. Ma. Cristina da Cruz Franchini

O Projeto Rondon é uma iniciativa do governo brasileiro, coordenado pelo Ministério da Defesa, em colaboração com a Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação.

É um projeto de integração social, que envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população. Sendo desenvolvido em regiões onde possui os maiores índices de pobreza e exclusão social, bem como regiões que necessitem de maior aporte de bens e serviços.

O projeto envolve atividades voluntárias de universitários visando aproximá-los da realidade do país, além de contribuir para o desenvolvimento de comunidades carentes, contribuindo para a formação do universitário como cidadão, integrando-o no processo de desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do País.

Visa desenvolver a capacitação de organizações da sociedade civil na defesa dos direitos de cidadania e o desenvolvimento local e sustentável, bem como a capacitação de multiplicadores locais para atuarem em ações nas seguintes áreas temáticas: Cultura; Direitos Humanos e Justiça; Educação; Saúde; Comunicação; Tecnologia e Produção; Meio Ambiente e Trabalho.

A cidade participante do Projeto Rondon recebe sempre 02 IES, composta por 02 professores e 08 alunos de cada, sendo necessário fornecer alimentação e hospedagem, os alunos desenvolvem palestras, oficinas e minicursos gratuitos para população, sendo todos certificados pela IES.

Desde 2006 a FHO/UNIARARAS, veem enviando, semestralmente; alunos e professores de diversos cursos para trocarem suas experiências em pequenos municípios, em vários Estados brasileiros para levar informação de qualidade a comunidades carentes.

Projeto CEPE (Centro de Estudos e Pesquisas Econômicas

Coordenação: Prof. Me. Nelson Oliveira Stefanelli
Profa. Ma. Lilian Viana
Profa. Ma. Juliana Mori
Prof. Me. Sidnei de Caria Junior

O Centro de Estudos e Pesquisas Econômicas da FHO/Uniararas, é um projeto formado por discentes e docentes do Núcleo de Negócios, tendo como objetivo principal realizar o cálculo e analisar a evolução dos principais indicadores econômicos do município de Araras e região. Até o ano de 2017, contava com o projeto "Cesta Básica" e a partir de 2018 este projeto está sendo ampliado incluindo o Índice de Qualidade de Vida, Índice de Expectativa do Consumidor, Indicadores do Mercado de Trabalho e Observatório Econômico.

O projeto Cesta Básica mede as variações do preço da cesta básica a partir de coletas realizadas pelos alunos nos principais mercados e supermercados das cidades da região. As informações coletadas são analisadas pela equipe do CEPE e comparadas com os dados do DIEESE ( Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) que oferece este estudo para a cidade de São Paulo. A análise dos dados coletados possibilita verificar quais produtos ficaram mais caros e quais pesam mais no bolso dos consumidores, com a explicação de quais motivos levaram ao encarecimento ou ao barateamento de certos tipos de produtos. Ainda, é realizada a comparação com níveis salariais médios, que permite saber quantas horas trabalhadas são necessárias para a aquisição de uma cesta básica a cada mês.

Projeto Pesquisa de Mercado FHO/Uniararas

Responsável: Profa. Ma.Lilian Viana

O Projeto de Pesquisa de Mercado está vinculado ao Departamento de Excelência e Gestão (DEG) e tem como objetivo desenvolver pesquisa de mercado num âmbito institucional. O projeto visa atender aos requisitos da Fundação Nacional de Qualidade, em especial ao Modelo de Excelência em Gestão implantado na FHO/Uniararas. Este projeto visa desenvolver pesquisas de mercado periódicas. Aos discentes participantes, o projeto proporciona experiência prática na condução de uma pesquisa de mercado. Este projeto visa a importância da pesquisa de mercado para o processo de tomada de decisão gerencial.

Acompanhe nas Redes Sociais

Com quem você deseja falar?

Fundação Hermínio Ometto

Av. Dr. Maximiliano Baruto, 500

Jd. Universitário | Araras - SP

CEP: 13607-339

(19) 3543-1400

Clima em Araras

Quarta-feira
32°C
21°C
Chuva: 80% (5 mm)

Como Chegar